Filho de um compositor e intérprete de samba enredo, o produtor começou a fazer suas primeiras montagens por volta de 2008, para diversos artistas cariocas e tocando nos bailes que ocorriam dentro da própria comunidade.

Foi só em 2013 que o DJ adaptou o ritmo para sua região e que o consagrou, tornando o artista de funk mais popular do estado.

Morador do Morro do Alagoano em Vitória, do ano passado para cá, no entanto, viu as visualizações se multiplicarem e as gírias que eram ditas no podcast, como “piquezinho de Vitória” e “Assim não dá”, ganharem a boca da galera.

 

PRESSKIT contrate